Busca:

Etiqueta Arquivos: taxa de juros

Banco Central reduz taxa de juros para 8% ao ano


 

O Comitê de Política Monetária do Banco Central, o Copom, anunciou no dia 11 de julho, a redução de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juros, a Selic.

 

Mais

Brasil tem a maior taxa do cartão de crédito


 
Em comparação com seis países da América Latina (Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e México), e apesar das recentes quedas na Selic, o Brasil tem a maior taxa média de juros nas operações com cartão de crédito! 
 

Mais

Redução de 0,5 pontos na Selic é prevista para esta semana


O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reúne hoje e amanhã para decidir a nova taxa básica de juros (Selic), hoje em 12% ao ano. O mercado aposta em mais um corte de 0,5 ponto porcentual, como está expresso na pesquisa Focus, feita pelo Banco Central com analistas financeiros, e nas apostas de juros no mercado futuro.

TAXA13

Mas, diante dos dados da semana passada mostrando atividade econômica mais fraca do que se antecipava e do pior cenário externo – com aumento das preocupações com a China -, apostas em cortes maiores começam a aparecer. E até quem prevê redução de 0,5 ponto reconhece que há chances de o BC ser mais agressivo.

Mais

0,3% foi a contração da produção industrial no Brasil


A produção industrial brasileira se contraiu 0,3% em julho em relação ao mesmo mês do ano passado após dois meses de crescimento, informou nesta quarta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

dinheiro-como-lucrar-em-tempos-de-crise-br

O resultado de julho confirmou a tendência de desaceleração do setor neste ano após o crescimento de 10,5% em 2010, sua maior expansão em 24 anos. Em comparação com junho, a produção industrial de julho foi 0,5% superior.

Nos sete primeiros meses do ano, a produção das fábricas cresceu 1,4%, resultado inferior aos 15% registrados no mesmo período de 2010, acrescentou o IBGE. Da mesma forma, a produção acumulada no período de 12 meses até julho foi de 2,9%, abaixo dos 8,3% observados entre agosto de 2009 e julho de 2010.

Mais

Menor gasto do governo equivale a juros mais baixos


O corte dos gastos e aumento do superávit primário que deve ser anunciado nesta segunda-feira pelo governo pode contribuir com a redução da taxa de juros oficial, a Selic, porque pressionaria menos a elevação de preços e os índices de inflação.

20100121-tax-shock-renta

Na avaliação d e especilaistas em finanças públicas, os gasto do governo a exemplo dos gastaso das famílias pressiona a demanda e dificulta um equilíbrio com a oferta de bens e serviços no País. " À medida que se consegue uma política fiscal mais austera, com menos gastos e mais popupança, possibilita em redução na taxa de juros", diz o economista Felipe Salto, especialista em finanças públicas da Tendências Consultoria.

Com o objetivo de tentar antecipar o processo de redução da taxa de juros, atualmente em 12,5%, já para a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central que começa amanhã, o ministro da Fazenda Guido Mantega vai se reunir com a presidenta Dilma Rousseff e com ministros do conselho político para apresentar uma proposta de corte de gastos e aumento do superávit primário.

Mais

Elogios sobre o controle de fluxos de capital no Brasil


A regulação brasileira sobre fluxo de capitais externos tem sido vista internacionalmente como bastante positiva, podendo tornar-se um exemplo a ser seguido por países em desenvolvimento, acreditam especialistas internacionais.

INF11

No entanto, a taxa de câmbio apreciada e a elevada taxa de juros são vistos como problemas ainda a serem superados pelo país. O ex-presidente do Banco Central indiano, Y.V. Reddy, disse que o conjunto de medidas tomadas pelo Brasil é apropriado, e que o país "impressiona" com o imposto sobre derivativos, porque garante a legalidade dos contratos.

Mais

Pimentel diz “e hora de reduzir a Selic”


Ao comentar estudo sobre as condições atuais da economia brasileira, divulgado na semana passada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o senador José Pimentel (PT-CE) defendeu nesta segunda-feira (22) a redução na taxa de juros básica (Selic) na próxima reunião do Conselho de Política Monetária (Copom).

Taxas e Impostos

– É chegada a hora de reduzir a taxa Selic, porque não tem nada que justifique esse patamar que se pratica no Brasil, até porque a segunda maior taxa de juros do mundo é a metade da brasileira – disse.

De acordo com José Pimentel, um dos fatores que podem permitir ao Brasil reduzir sua taxa de juros sem correr o risco perder o controle da inflação seria o elevado valor das reservas internacionais brasileiras, que alcançam no momento US$ 350 bilhões, valor superior em US$ 130 bilhões ao saldo existente no início da crise em 2008.

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil