Busca:

Etiqueta Arquivos: retração da economía brasileira

Os agronegócios ajudando a conter os efeitos da crise no Brasil


O agronegócio deve ajudar o Brasil na resistência à crise internacional. Essa é a previsão de economistas que acreditam na estabilidade dos preços das commodities, o que manteria o setor fortalecido. As previsões foram feitas durante o V Congresso Internacional de Mercados Financeiro e de Capitais, promovido pela BM&FBovespa.

agricult

Tendências

Prêmio Nobel em Economia em 2003, Robert Engle traçou um cenário pessimista para a economia dos Estados Unidos. De acordo com ele, não há sinais de aumento das exportações e, com o alto desemprego, os americanos não consomem. O país precisaria de estímulos e até de um pouco de inflação. O problema é que isso depende dos políticos, que, em novembro, devem tomar uma nova decisão sobre a dívida e a situação fiscal do país.

Mais

Pimentel diz “e hora de reduzir a Selic”


Ao comentar estudo sobre as condições atuais da economia brasileira, divulgado na semana passada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o senador José Pimentel (PT-CE) defendeu nesta segunda-feira (22) a redução na taxa de juros básica (Selic) na próxima reunião do Conselho de Política Monetária (Copom).

Taxas e Impostos

– É chegada a hora de reduzir a taxa Selic, porque não tem nada que justifique esse patamar que se pratica no Brasil, até porque a segunda maior taxa de juros do mundo é a metade da brasileira – disse.

De acordo com José Pimentel, um dos fatores que podem permitir ao Brasil reduzir sua taxa de juros sem correr o risco perder o controle da inflação seria o elevado valor das reservas internacionais brasileiras, que alcançam no momento US$ 350 bilhões, valor superior em US$ 130 bilhões ao saldo existente no início da crise em 2008.

2011 o Brasil deve crescer menos, segundo estimativas do BC


A economia brasileira deve crescer, em 2011, em ritmo menos intenso que o registrado em 2010, de acordo com o Boletim Regional divulgado pelo Banco Central (BC) nesta sexta-feira. Segundo o comunicado, isto é resultado das ações da política monetária e das medidas macroprudenciais adotadas.

crise

O BC também afirmou que a instabilidade internacional continua exercendo contribuição negativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) do País.

Segundo o boletim, a expansão da economia brasileira no primeiro semestre deste ano evidenciou o impacto da safra de grãos sobre a agropecuária e o desempenho da demanda doméstica. Os investimentos devem continuar crescendo nesta área, mas serão menores que os feitos em 2010.

Mais

Medidas já são analisadas por causa da desaceleração da economia no Brasil


A desaceleração da atividade econômica do País, verificada com a divulgação do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) nesta quarta-feira, fatalmente impactará o Produto Interno Bruto (PIB), na avaliação de Rafael Bacciotti, economista da Tendências Consultoria. O indicador, explica Bacciotti, é utilizado como uma prévia do PIB.

risk

Como trouxe números que mostram uma queda de 0,26% na atividade econômica do País em junho, comparada a maio, o PIB do segundo trimestre, que será divulgado em setembro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), será menor que o atualmente previsto.

A Tendências, por exemplo, esperava um crescimento de 1,1% para o período, expansão menor que a registrada no primeiro trimestre, de 1,3%. “Mas iremos rever esse número, em virtude da desaceleração”, diz.

Mais

Primeira retração da economia brasileira em 3 anos


O índice de atividade econômica do Banco Central (IBC-Br), que mede o movimento da economia e é uma espécie de prévia do PIB, caiu 0,26% em junho, em relação a maio, ficando em 142,90. Em maio, o índice tinha sido 143,27.

Brasil

A última vez que o indicador havia mostrado queda na comparação mensal foi em dezembro de 2008, quando ficou em 122,5 pontos, durante o auge da crise internacional.

O indicador revela se as indústrias e os agriculturoes estão produzindo, o comércio está vendendo e as pessoas estão comprando. O Banco Central usa o índice como uma das informações para definir se aumenta ou não os juros.

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil