Busca:

Etiqueta Arquivos: finanças do Brasil

Economia brasileira deve ganhar força a partir do segundo trimestre


A economia brasileira deve crescer 3,7% neste ano, afirmou nesta quinta-feira (29) o economista-chefe do Bradesco, Octavio de Barros. A expectativa é um pouco superior à media do mercado, já que o último Relatório Focus revelou projeção de 3,2%.

Economia6Em encontro com executivos do varejo e membros do conselho de desenvolvimento estratégico da Alshop, Octavio afirmou que o fundo do poço da crise será o primeiro trimestre deste ano, quando a expectativa é que o crescimento anualizado seja de 0,6%.

Esse número, no entanto, já é fruto de uma revisão, tendo em vista que a estimativa anterior era de cerca de 1%. Uma nova leitura foi necessária após constatar altos níveis de estoques nas indústrias, afirmou.

Mais

Economia brasileira cresce abaixo do potencial, diz BC


O Banco Central (BC) informou nesta quinta-feira (29) que a economia brasileira tem crescido abaixo de seu potencial e que estima um “ritmo moderado da atividade econômica doméstica no curto prazo, com tendência de aceleração ao longo deste ano.” Além disso, o BC avalia que as importações estão contribuindo para a contenção dos preços no mercado interno.

Economia15“As compras de produtos externos reduz a demanda nos mercados de insumos domésticos e, dessa forma, contribui para arrefecimento de pressões de custos e eventuais repasses para os preços ao consumidor”, informou o documento.

No Relatório de Inflação, a autoridade monetária voltou a frisar que a taxa Selic vai cair para patamares “ligeiramente acima” de 8,75% ano ano e se estabilizar. O BC, de acordo com o documento, prevê crescimento de 3,5% neste ano.

Mais

Finanças do Brasil


Depois de gastar a maior parte de seu capital político combatendo a corrupção, Dilma Rousseff teve de escolher suas batalhas. Sete senadores de sua coalizão indignada já se demitiram, e outros avisam que poderão fazer o mesmo. Rousseff colocou a maioria de seus planos legislativos em espera até que as relações melhorem.

Economia9Mas ela está treinando seu poder de fogo restante no que talvez seja o maior problema de política pública do Brasil: um sistema de aposentadoria voraz, que ameaça estourar o orçamento e danificar a economia.

Em 29 de fevereiro, a Câmara dos Deputados aprovou uma reforma da aposentadoria dos funcionários públicos. Ela limitaria os planos de benefícios dos futuros empregados do governo federal em 3.916 reais, o mesmo nível que os trabalhadores do setor privado. E quem quisesse mais teria de contribuir com um fundo separado. Isso tornaria o sistema menos injusto e, em longo prazo, um pouco mais barato.

Mais

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil