Busca:

Etiqueta Arquivos: economia no brasil

Estímulos e reestruturação da dívida podem melhorar economia americana


A inflação, fantasma que assombrou durante décadas a economia brasileira e foi vencido com grandes sacrifícios e políticas econômicas ousadas e responsáveis pode ser o remédio para estimular as economias dos países ricos.

recesión-en-españa-pib-volvió-a-caer-en-el-cuarto-trimestre-de-2009

Uma combinação de novos estímulos monetários nos Estados Unidos com uma profunda renegociação das dívidas dos países da União Europeia aliada a uma maior tolerância com a inflação tem sido apontada como uma solução possível por respeitados economistas para estimular o crescimento das economias em crise.

O principal defensor dessa tese tem sido o ex-economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) e professor de Economia e Políticas Públicas na Universidade de Harvard, Kenneth Rogoff. Segundo ele, a prioridade nos Estados Unidos é aliviar a dívida, principalmente a das famílias. Na região do euro, de acordo com Rogoff, é necessário reduzir os déficits dos países mais periféricos como Grécia, Portugal e Irlanda.

Mais

Crise da mão de obra especializada chega também na agricultura


A expansão da economia brasileira, que já causava gargalos de mão de obra especializada nos grandes centros urbanos, invade também os campos da agropecuária do País. Com isso, a dificuldade para encontrar trabalhadores qualificados e operários braçais está cada vez maior. Como medida para conter o avanço desse déficit, produtores, entidades, industriais e centros de ensino estão se unindo para preparar e capacitar esses profissionais.

agricult

"Desemprego? Aqui no campo não tem não", comentou o produtor rural de Cândido de Abreu, no Paraná, Richard Golba, dono da fazenda Capão de Mato, ao ser indagado sobre a atual situação nos campos. Como ele, muitos produtores rurais brasileiros estão encontrando sérias dificuldades na contratação de profissionais, principalmente qualificados, para atuar em suas lavouras.

Mais

Brasil continua sendo atrativo para os investidores


O Banco Central participou, junto com o Ministério da Fazenda, da discussão sobre as medidas publicadas ontem para conter a valorização cambial, revelou Alexandre Tombini, presidente da autoridade monetária, após conferência na Escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro.

bolsa_de_comercio-300x208

Segundo ele, as novas regras têm o objetivo de conter a alavancagem do real ante o dólar, em um momento de ampla liquidez internacional e algumas moedas sob pressão. Mas, apesar das ações para conter o fluxo de capital, o Brasil continuará a atrair investimentos.

Mais

Restrição no crédito afeta a atividade econômica


A atividade econômica do País cresceu 0,5% em maio na comparação com abril. Em relação ao mesmo mês de 2010, a expansão da atividade foi de 3,2% e, nos últimos 12 meses encerrados em maio, houve elevação de 5,1%. É o que aponta a pesquisa mensal realizada pela Serasa Experian.

no-money

Segundo o economista da empresa, Luiz Rabi, ao olhar para os meses deste ano, o Brasil continua crescendo. No entanto, ao compararmos os trimestres, é possível notar que as medidas fiscais e monetárias adotadas pelo atual governo começam a produzir trajetória de desaceleração na economia, em linha com as necessidades de se promover a convergência da inflação à sua meta.

Governo vai manter economia livre de ameaças


A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira que o governo vai defender a economia brasileira de todas as ameças internas e externas para manter a capacidade de crescimento. Dilma esteve presente no lançamento do Pacto pela Erradicação da Miséria, em Arapiraca, Alagoas.

cash

"Não tenham dúvida de que seremos capazes de defender a economia brasileira de todas as ameças internas e externas. Estou me referindo à ameaça da inflação, por exemplo, que corrói a renda do trabalhador e que saberemos responder à altura", disse Dilma.

Mais

Governo anuncia plano para recuperar ‘terreno’ perante China


A presidente Dilma Rousseff disse que nesta sexta-feira que será lançado no dia 2 de agosto um pacote de medidas para melhorar a competitividade da economia no país. Em entrevista a jornalistas no Palácio do Planalto, Dilma afirmou que o Programa de Inovação do Brasil vai tentar ajudar na recuperação da indústria nacional no terreno perdido na disputa com a China.

OS-BRICS

Dilma também declarou que os planos do governo estão sendo mantidos para atingir as metas de superavit primário. Segundo o jornal "Folha de S. Paulo", a presidente afirmou o governo decidiu manter "a economia crescendo de forma consistente", mesmo que em um ritmo menor do que em 2010.

Mais

Brasil sobe 21 posições em ranking global de inovação


O Brasil avançou 21 posições em um ranking de inovação com 125 países elaborado pela Confederação da Indústria da Índia em parceria com o instituto de administração europeu Insead e com a World Intellectual Property Organization (Wipo), agência especializada das Nações Unidas. De 2010 para 2011, o país saltou da 68ª posição para a 47ª.

343732

A Índia aparece na 62ª posição. Entre os Brics, o Brasil perde apenas para a China, 29ª colocada. A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo. De acordo com o ‘The Global Innovation Index’, o GII 2011, os dez países mais inovadores do mundo são: Suíça, Suécia, Singapura, Hong Kong, Finlândia, Dinamarca, Estados Unidos, Canadá, Holanda e Reino Unido.

Mais

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil