Busca:

Etiqueta Arquivos: credito no brasil

A escassez de crédito no Brasil é descartada


O presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, descartou ontem a possibilidade de ocorrer uma nova escassez de crédito como houve no Brasil após a deflagração da crise financeira mundial de 2008, fato que levou o governo federal a reforçar a oferta de financiamento por parte dos bancos oficiais.

CreditCard_0

“Não acredito que isso vai ocorrer, até porque atualmente estamos com a demanda por crédito maior que a oferta e no País”, afirmou. Mas ele garantiu que se for necessário e a nova crise econômica que tem foco na Europa chegar ao Brasil, reduzindo a oferta de crédito, o banco está preparado para atuar.

Aldemir esteve ontem em Goiânia, onde recebeu do governador Marconi Perillo, durante solenidade no Palácio das Esmeraldas, a Comenda da Ordem do Mérito Anhanguera. Ele foi recebido também em audiência pelo prefeito Paulo Garcia.

Mais

Restrição no crédito afeta a atividade econômica


A atividade econômica do País cresceu 0,5% em maio na comparação com abril. Em relação ao mesmo mês de 2010, a expansão da atividade foi de 3,2% e, nos últimos 12 meses encerrados em maio, houve elevação de 5,1%. É o que aponta a pesquisa mensal realizada pela Serasa Experian.

no-money

Segundo o economista da empresa, Luiz Rabi, ao olhar para os meses deste ano, o Brasil continua crescendo. No entanto, ao compararmos os trimestres, é possível notar que as medidas fiscais e monetárias adotadas pelo atual governo começam a produzir trajetória de desaceleração na economia, em linha com as necessidades de se promover a convergência da inflação à sua meta.

Prognóstico do crédito desacelera para o segundo semestre


O Ministério da Fazenda avalia no documento "Economia Brasileira em Perspectiva" do bimestre março e abril que os dados de crédito mostram um realinhamento para uma trajetória mais sustentável de crescimento. No documento, a Fazenda ressalta que as projeções do Banco Central indicam que a taxa atual de crescimento das operações – próxima a 20% – irá gradualmente desacelerar, para atingir 15% no final do ano.

clip_image001

O ministério destaca essa desaceleração não significa "uma parada brusca no mercado de crédito", mas apenas que as operações continuarão crescendo a taxas menos elevadas. "Ademais, algumas linhas de crédito, como os empréstimos imobiliários, e os financiamentos para investimentos de longo prazo continuarão sendo incentivadas", diz o boletim.

Mais

Crescimento do PIB se mantem em 4,5%


O Ministério da Fazenda divulgou nesta segunda-feira (4) o documento "Economia Brasileira em Perspectiva" referente aos meses de março e abril e manteve a sua estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano em 4,5%, acima, portanto, dos 4% de expansão esperados pelo Banco Central e pelos analistas do mercado financeiro.

cash

Para 2012, a previsão de expansão do PIB da equipe do ministro Guido Mantega também não se alterou, permanecendo em 5%. Já para 2013 e 2014, a estimativa permaneceu em 5,5% de crescimento nestes dois anos.

Brasil é otimista com o futuro da economía


Os brasileiros são os mais otimistas com relação ao futuro da economia nos próximos seis meses, segundo pesquisa da Ipsos Mori divulgada nesta quinta-feira. Com 72% dos pesquisados acreditando que a economia brasileira estará mais forte no próximo semestre, o país ficou bastante acima da média geral de 27% e liderou o ranking com 24 países.

2dk8TYL

Em seguida, aparecem Arábia Saudita (60%), Índia (55%) e Argentina (42%). No entanto, quando questionados se a atual situação econômica é "boa", os brasileiros caem para a 8ª posição, com 52%, atrás de Arábia Saudita (87%), Suécia (78%), Índia (76%), China (75%), Austrália (70%), Canadá (68%) e Alemanha (67%).

Mais

Economia brasileira acelera


Indicadores de produção industrial, vendas no varejo, licenciamento de carros, consumo de energia elétrica e fluxo de veículos nas estradas mostram que o desempenho da economia no terceiro trimestre será melhor do que o de abril a junho deste ano e do que o de igual período de 2008.

mfBXoD4

Economistas e representantes de entidades da indústria e do comércio preveem que, de julho a setembro, o PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil deva subir cerca de 3% ante o trimestre anterior e 0,5% sobre igual período do ano passado.

Mais

Economia brasileira cresce 1,3% no primeiro trimestre


A economia brasileira cresceu 1,3% no primeiro trimestre do ano, em relação aos três primeiros meses anteriores, tendo o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro atingido os 939,6 mil milhões de reais (410,5 mil milhões de euros).

crecimiento-de-las-empresas-2_21091817

O maior destaque vai para o sector agro-pecuário, que cresceu 3,3%, seguido da indústria (2,2%) e dos serviços (1,1%). No cálculo do crescimento económico, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) considera as variações sazonais.

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil