Busca:

Etiqueta Arquivos: cooperação economica

Aposta no mercado doméstico para enfrentar crise global no Brasil


Ao discursar hoje (5) em Sofia, no encerramento do Fórum Empresarial Brasil-Bulgária, a presidenta Dilma Rousseff falou sobre a crise econômica mundial. Segundo ela, os países desenvolvidos, os mais atingidos pela crise, estão em “encruzilhada”.

dilma-na-bulgaria

“Os países desenvolvidos, que não encontraram equilíbrio entre ajustes fiscais apropriados e estímulos necessários para retomar o crescimento de maneira equilibrada, se encontram numa encruzilhada. Muitas vezes, o que provocou a crise é reafirmado e prescrito como terapia”, disse, em seu discurso na capital búlgara.

Dilma listou fatores que estão ajudando o Brasil a enfrentar este período de turbulência na economia global. Entre eles, a aposta no fortalecimento do mercado doméstico, a expansão do emprego e da renda e o aumento dos investimentos sociais e em infraestrutura.

Mais

UE pode contar com Brasil para sair da crise, diz Dilma


No segundo dia da reunião de cúpula Brasil-UE, a presidente Dilma Rousseff garantiu nesta terça-feira à União Europeia (UE) que o bloco "pode contar com o Brasil" e que os países emergentes estão preparados para "assumir sua responsabilidade" na economia mundial. "Brasil, e aqui tenho a certeza que expresso o sentimento das economias em desenvolvimento, está disposto a assumir sua responsabilidade de forma cooperativa", afirmou Dilma em uma declaração à imprensa após a 5ª cúpula euro-brasileira.

clip_image002

"Somos parceiros da União Europeia, podem contar com o Brasil", declarou diante dos presidentes do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, e da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso. no entanto, ela não mencionou valores nem a possibilidade de repasses financeiros. No momento, vários países da zona do euro, como a Grécia e a Espanha, esforçam-se para evitar que a crise acentue os problemas internos de desemprego e alta de impostos e tarifas.

"Estamos agora diante do aumento do risco soberano. Acredito que é fundamental a coordenação política entre os países para fazer face (ao agravamento da crise)", acrescentou. Dilma se reuniu por cerca de duas horas, durante a cúpula, com os presidentes do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, além de ministros brasileiros. No encontro, os temas que dominaram os debates foram o agravamento da crise econômica internacional, a violência na Síria e os conflitos nos países árabes, além de acordos multilaterais.

Mais

Cúpula entre Brasil e UE tem como centro a cooperação


A presidenta de Brasil, Dilma Rousseff, participa hoje em uma cúpula bilateral com autoridades da União Européia (UE) para tratar temas relacionados com a economia e a cooperação em matéria de ciência e educação.

bra_ue

Rousseff, quem chegou ontem a esta capital, também tem previsto reunir-se com o primeiro ministro em funções da Bélgica, Yves Leterme.

A presidenta participará nesta noite em um jantar oferecido pelos presidentes do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e da Comissão Européia, José Manuel Durao, segundo fonte da delegação que lhe acompanha.

Nas conversas, que prosseguirão amanhã, também tomará parte a alta representante de política exterior da UE, Catherine Ashton, e o comissário para assuntos comerciais, Karel De Gucht.

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil