Busca:

Etiqueta Arquivos: acordos comerciais do Brasil

Brasil e cinco emergentes redefinirão economia global


De acordo com o Banco Mundial, o Brasil integra um grupo de seis países de economias emergentes que vão redefinir a estrutura econômica global nos próximos anos. Relatório divulgado nesta quarta-feira (17), em Washington, dá conta de que até 2025 as economias do Brasil, China, Índia, Rússia, Indonésia e Coreia do Sul vão ser responsáveis por mais de 50% do crescimento global.
clip_image001

O documento diz que “à medida que o poder econômico muda, essas economias bem-sucedidas vão ajudar a conduzir o crescimento em países de baixa renda por meio de transações comerciais e financeiras fronteiriças”. Segundo o relatório “Horizontes do Desenvolvimento Mundial 2011 – Multipolaridade: a nova Economia Mundial”, os países emergentes vão crescer, em média, 4,7% ao ano até 2025. Ao mesmo tempo, os países desenvolvidos vão crescer, em média, 2,3%, no mesmo período.

Mais

Brasil tem o maior banco de desenvolvimento do mundo


BNDES e o maior banco de desenvolvimento do mundo e a maior entidade de empréstimos do Brasil. Seu tamanho dobra ao BID. Brasil, depois da China e a maior economia entre os países emergentes e seu poder político no novo mundo após crise e cada vez maior.

Brasil já saiu do aperto e o peso

do governo chegou para ficar. Quando os grandes economistas abrem o debate sobre a nova fundação do capitalismo, ¿e o modelo brasileiro uma das novas alternativas?

Os médios não param de recordar o poder político do Brasil no novo mundo após a crise econômica mundial. O exerce pelos seus próprios méritos. Depois da China, e a maior economia dos paises emergentes.

O presidente Lula recebeu este ano o primeiro premio do World Economic Fórum o “estadista global”. Sua liderança se sente no G20, na OMC, entre as BRICs, os BASIC (Brasil, Sudáfrica, Índia e China) e em toda reunião que se leve adiante no planeta. Mais

Brasil e Argentina aprofundam integração


Funcionários do ministério de Indústria e Comercio Exterior da Argentina, vão viajar na quinta-feira para Brasil para continuar com os trabalhos para a integração produtiva entre os dois países, informou no dia 24 a dependência argentina.

Num comunicado, a dependência indicou que a comitiva argentina estará liderada pelo secretario de Indústria Eduardo Bianchi, acompanhado de representantes da banca pública nacional e funcionários dos ministérios de Economia e Finanças Publicas e Relações Exteriores..

Os funcionários participaram em Brasília, quinta e sexta-feira na segunda reunião de integração produtiva que envolve os oito setores industriais dos dois países e que trabalham para desenvolver projetos conjuntos, destacou esta quarta-feira o ministério de Indústria, baixo o mando de Débora Giorgi.

 

Mais

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil