Busca:

Quais são as 10 empresas mais lucrativas das Américas


Exxon Mobil, a mais lucrativa do ano passado

A petrolífera americana Exxon Mobil apresentou o maior lucro líquido das companhias abertas das Américas no ano passado: 30,460 bilhões de dólares.

Bolsa-Madrid-Madrilgo-Burtsa-2008012419430709hg2

Segundo a consultoria Economática, a empresa não se saiu tão bem em outro indicador – o da rentabilidade. Medido pelo retorno sobre o patrimônio (ROE), a Exxon Mobil ficou em oitavo lugar, com 23,67%.

Petrobras é a brasileira mais lucrativa das Américas

A Petrobras é a empresa brasileira de capital aberto mais lucrativa das Américas, segundo a consultoria Economática. Com um lucro líquido de 21,120 bilhões de dólares no ano passado, a companhia ocupou o segundo lugar no ranking geral.

Assim como a Exxon Mobil, a empresa não se saiu tão bem quando se considera o retorno oferecido. Medido pelo ROE, retorno sobre o patrimônio, sua rentabilidade foi de 15,10% – o que a coloca em 15º nesse ranking.

Microsoft obtém o terceiro maior lucro

O lucro líquido da Microsoft foi cerca de 600 milhões de dólares menor que o da Petrobras. A empresa de Bill Gates ganhou 20,568 bilhões no ano passado e ficou em terceiro lugar no ranking da Economática.

No outro critério, o de rentabilidade, a empresa se saiu melhor. Com retorno sobre o patrimônio (ROE) de 44,34%, a companhia americana ficou em segundo lugar nesse ranking.

AT%26T lucra US$ 19,864 bilhões em 2010

A gigante americana de telecomunicações AT&T é a quarta do ranking da Economática. Com lucro líquido de 19,864 bilhões de dólares no ano passado, a empresa é a única do setor entre as dez mais lucrativas da lista.

Assim como a Exxon Mobil e a Petrobras, a AT&T é mais um caso de lucro alto que não significa, necessariamente, grandes retornos aos investidores. No critério de rentabilidade sobre o patrimônio (ROE), a AT&T ficou em 12º lugar, com 18,60%.

Chevron, mais uma petrolífera na lista

A americana Chevron é mais uma petrolífera entre as companhias de capital aberto mais lucrativas das Américas. Com 19,024 bilhões de dólares de ganho líquido, a empresa ocupou o quinto lugar no ranking da Economática.

O desempenho, porém, não se repetiu no quesito rentabilidade. A Chevron ficou em 11º lugar neste item, com ROE de 19,31% – atrás da Exxon Mobil, com 23,67%, mas à frente da Petrobras, com 15,10%.

Vale é outra brasileira entre as top tem

A Vale é a outra representante brasileira no ranking das dez mais lucrativas das Américas, elaborado pela consultoria Economática. A empresa obteve, no ano passado, lucro líquido de 18,047 bilhões de dólares – o suficiente para colocá-la na sexta posição.

Comparada às outras empresas, a Vale é uma das poucas que manteve uma boa posição também no quesito rentabilidade. A segunda maior mineradora do mundo fechou o ano com ROE de 28,93%, o que lhe garantiu o quinto lugar neste ranking. Das dez mais lucrativas das Américas, apenas quatro mantiveram posições equivalentes nos rankings de maiores lucros e maiores retornos – ou até foram melhores no ROE.

JP Morgan Chase coloca os bancos na lista

Reflexo dos tempos de commodities em alta e bancos em reestruturação pós-crise de 2008, o JP Morgan Chase é o único representante do setor financeiro na lista da Economática. Com lucro líquido de 17,370 bilhões de dólares, a instituição ocupa a sétima colocação.

E, para um setor que preza o retorno, o JP Morgan Chase mostra que os bancos pós-crise ainda têm espaço para melhorar. Com ROE (retorno sobre o patrimônio) de 10,17%, a instituição ficou em 17º entre os mais rentáveis.

Apple lucra US$ 16,639 bilhões

A Apple é outra empresa do setor de tecnologia que entrou para a lista da Economática. A companhia fundada por Steve Jobs apresentou lucro líquido de 16,639 bilhões de dólares. O montante foi suficiente para lhe assegurar o oitavo lugar entre as mais lucrativas das Américas.

Os investidores também devem estar contentes com outro ponto. A Apple foi uma das poucas empresas analisadas pela Economática que conciliaram altos lucros a altos retornos. Com ROE de 36,80%, a Apple se saiu melhor neste ranking, onde ficou em quarto lugar, do que no de maiores lucros.

Walmart é a nona mais lucrativa das Américas

O Walmart, maior rede de varejo do mundo, é a única de seu setor no ranking da Economática. Em nono lugar, a companhia contabilizou lucro líquido de 14,965 bilhões de dólares no ano passado.

O Walmart também conseguiu manter a mesma posição no ranking dos maiores retornos sobre patrimônio (ROE). Para tanto, apresentou uma taxa de retorno de 22,47%.

IBM fecha a lista das mais lucrativas

A gigante americana de tecnologia IBM fecha a lista da Economática dos maiores lucros. Com 14,833 bilhões de dólares, a companhia ficou em décimo lugar.

No outro quesito, o de rentabilidade, a IBM não tem do que se queixar. A empresa é a primeira deste ranking, com retorno sobre patrimônio (ROE) de 64,94%, bem à frente da Microsoft, na segunda posição, com 44,34% – mais de vinte pontos percentuais atrás da IBM.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil