Busca:

Produção e emprego devem crescer em 2011 impulsionados pela atividade industrial


A produção e emprego devem crescer em 2011 impulsionados pela atividade industrial. Para a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro mais de 70% das empresas fluminenses pretendem aumentar a produção.

A pesquisa foi feita com cerca de 300 empresas fluminenses mostrando que uma em cada quatro empresas está trabalhando em ritmo de produção acima do esperado no quarto trimestre deste ano.

A projeção exibe que 70,7% das empresas pretendem aumentar a produção no ano que vem, enquanto 52,9% prevêem ampliar o número de contratações em relação a 2010, que já teve expansão para 41,4% dos consultados. “Uma em cada 2 empresas pretende elevar as contratações”, informou a diretora de Desenvolvimento Econômico da Firjan, Luciana de Sá. Linha de montagem (52,2%) e controle de qualidade (19,2%) são as áreas que devem liderar as contratações.

A pesquisa indica também que os investimentos devem aumentar no próximo ano para 61,3% dos entrevistados, diante da expectativa de melhoria do cenário externo, de demanda interna aquecida e de previsão de investimentos no Rio de Janeiro. Os megaeventos esportivos que ocorrerão, como a Copa do Mundo de 2014, são os principais incentivadores da expansão dos investimentos no estado. Para 24,2% dos entrevistados, também é importante a exploração de petróleo na camada do pré-sal.

A maioria dos empresários (80,1%) está muito confiante na evolução da economia brasileira e espera que o governo promova mais avanços ou desenvolvimento principalmente nas áreas de infraestrutura, segurança pública e saúde.

No âmbito estadual, o diferencial do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em relação a outros estados lidera a lista de problemas enfrentados pelas empresas, seguindo pela competição nacional acirrada e dificuldades na obtenção de licenças ambientais.

A diretora da Firjan salientou que pela primeira vez foi captada pela pesquisa uma questão chave para as empresas hoje, que é a banda larga de baixa qualidade. O problema foi apontado por quase 10% das companhias.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil