Busca:

Perigo com o ingresso excessivo de dólares na Economia Brasileira


O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) fez um alerta em Plenário, nesta segunda-feira (21), para as “conseqüências desastrosas” que a economia brasileira pode enfrentar nos próximos meses devido ao ingresso recorde de dólares que ocorre atualmente no país. Ele informou que em apenas 70 dias o Brasil recebeu mais dólares do exterior do que durante todo o ano passado.

clip_image001

Um dos problemas específicos apontados por Alvaro Dias é o crescimento acelerado da dívida externa com vencimento em doze meses.

– Analistas de mercado avaliam que, por serem operações de curto prazo, muitas não estariam ligadas a recursos para investimento, mas à especulação com a queda do dólar.

Na crise de 2008, várias empresas que especularam com o câmbio tiveram prejuízos e foram socorridas pelo governo – alertou.

O senador atribuiu à busca de um “ganho fácil” uma parte considerável do ingresso de dólares no país. Ele criticou, nesse sentido, as taxas de juros praticadas no Brasil.

– Não custa repetir que o Brasil é o país onde se praticam as cada vez mais exóticas taxas do planeta. Enquanto aqui se paga algo em torno de 6% de juros reais ao ano, a média mundial é de 0,9% negativo.

De acordo com Alvaro Dias, o excesso da oferta de dólares, ao mesmo tempo em que encarece os produtos brasileiros vendidos no exterior, diminuindo sua competitividade, provoca o barateamento das importações, impactando negativamente a balança de transações correntes.

O parlamentar paranaense apontou ainda como efeitos danosos do “tsunami de dólares no Brasil” a elevação dos gastos do Banco Central para sustentar as reservas internacionais. Em sua avaliação, os gastos públicos “desmesurados” realizados durante o governo Lula explicam em boa parte a atratividade brasileira para a moeda estrangeira.

Obama

No início de seu pronunciamento, Alvaro Dias destacou a importância histórica da visitado ao Brasil do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no último fim de semana. Na opinião do senador, a visita restabelece os canais de comunicação entre os dois países, que teriam sido prejudicados durante o governo Lula.

Alvaro Dias considerou positivas as perspectivas que se abrem com a adoção de um “pragmatismo maduro” por parte do Brasil em suas relações com os EUA.

– Do lado norte-americano, há sinais promissores, indicando disposição de alçar nível de relação econômica bilateral a um novo patamar, já que todos sabem que levamos, no momento, desvantagem na balança comercial, importamos muito e exportamos pouco para os Estado Unidos. E há, obviamente, uma tarefa de se recuperar terreno e reverter esse quadro de desvantagem na balança comercial, tão acentuada como ocorre atualmente.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil