Busca:

Medidas para combater especulação


Comencou desde hoje um novo esquema para as instituições financeiras, que agora terão que recolher ao Banco Central (BC) 60% sobre o valor da posição de câmbio vendida que exceder US$ 3 bilhões ou o montante equivalente ao patrimônio de referência do banco. Objetivo e claro: ajudar a conter a queda do dólar.

Para o diretor de Política Monetária do BC, Aldo Mendes, a tendência é que a cotação do dólar aumente. “A princípio [a medida] vai gerar alguma demanda por dólar, o que tende a fazer com que a cotação suba”. Esse depósito que os bancos são obrigados a depositar será recolhido em espécie e não será remunerado. As instituições terão 90 dias para se adequar à nova regra.

“Com a medida, o Banco Central visa a melhorar o funcionamento do mercado de câmbio à vista e reduzir as posições vendidas do sistema que em dezembro de 2010 alcançaram o valor de US$ 16,8 bilhões”, diz o BC.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que “Tinha muita gente apostando na desvalorização do dólar”, e “a cotação estava acontecendo mais no mercado derivativo futuro do que nos negócios à vista”.

Segundo o ministro, “são quase uma taxação para o excesso de posição vendida, é sempre a de atuar onde a pressão estiver acontecendo”. Como o câmbio sofre influências do mercado externo, o ministro da Fazenda preferiu não arriscar palpites quanto aos efeitos das medidas do BC sobre a cotação do dólar no Brasil.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil