Busca:

Lula y Lukashenko vão trabalhar para incrementar laços comerciais entre Brasil e Belarus.


Os presidentes de Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e de Belarús, Alexander Lukashenko, decidiram hoje dar continuidade ao dialogo bilateral e trabalhar para intensificar os nexos nas diversas áreas de interesse mutuo.

Após as conversas oficiais efetuadas no Brasil, Lula e Lukashenko, quem realiza a primeira visita de um chefe de estado belarruso a esta nação sulamericana, assinaram uma declaração conjunta de 14 pontos, a qual qualifica de histórico o encontro entre os dois mandatários. Destaca que a visita de Lukashenko reflete a disposição mutua de aprofundar o dialogo político ao mais alto nível e estimular a intensificação das relações nas esferas econômico-comercial, científico-tecnológica, cultura e educação.

 

Para lograr isto, os dois presidentes acordaram iniciar as negociações com vista a pronta assinatura de acordos de cooperação entre as duas nações nas áreas comercial, agrícola, de investimentos, ciência e tecnologia, cultural, educacional, desportiva e turística.

Alem disto, Lula e Lukashenko decidiram constituir uma comissão bilateral de colaboração econômica e social, ao concordar na necessidade de ampliar e diversificar o comercio e os investimentos, assim como a cooperação industrial.

Reafirmaram o interesse de seus paises na colaboração com o objetivo de reforçar a seguridade energética e o uso de forntes alternativas e renováveis de energia, no qual coincidiram em estimular o intercambio em quanto aos biocombustiveis, baseado na experiência brasileira do uso de etanol e biodisel.

Neste aspecto, Lula e Lukashenko, saudaram o debate na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a facilitacao do acesso para os paises em desenvolvimento e de economias em transição para tecnologias de ponta na área de fontes alternativas e renováveis de energia.

Sobre a agenda internacional, os dois mandatários coincidiram na necessidade de reformar a ONU, com o propósito de fortalecer o multilateralismo e assegurar a estabilidade e segurança em nível global. Neste sentido destacaram a importância de ampliar o Conselho de Segurança do organismo mundial.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil