Busca:

Governo combate irregularidades no comércio exterior


Governo combate irregularidades no comércio exterior enquanto o Secex poderá suspender inscrição de empresas no registro de importadores e exportadores.

A informação foi divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), que autoriza a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) a suspender a inscrição, por até dois anos, de empresas e entidades no Registro de Exportadores e Importadores (REI) mantido pelo órgão.

Segundo o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, o “desafio agora é a competitividade”. Para o governo acontecerá somente se for comprovada a prática de atos irregulares em operações de exportação e importação. “Poderão ter o registro suspenso empresas que praticarem atos desabonadores que possam prejudicar o conceito do Brasil no exterior e as que não honrarem compromissos ou não efetuarem recolhimentos nos prazos e condições legais”, informou o MDIC.

Poderão ser punidas as instituições que praticarem subfaturamento ou superfaturamento e apresentarem informações, documentos, certificado de origem não preferencial, ou similar, falsos aos órgãos de comércio exterior.

Para Welber Barral, a portaria complementa os regimes tradicionais de defesa comercial e apuração de fraudes ao comércio exterior. “A medida tem como objetivo propiciar a regularidade das práticas comerciais, em conformidade com os regimes do direito internacional”, declarou.

A inscrição no Registro de Exportadores e Importadores é automática a todas as empresas e entidades, no ato da primeira operação de exportação ou importação realizada via Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex). Mas, de acordo com o governo, se o registro for suspenso, elas não poderão realizar essas operações.

O diretor do Departamento de Normas e Competitividade no Comércio Exterior (Denoc), Gustavo Ferreira Ribeiro, disse que a medida colabora para a proteção da indústria nacional ao evitar “práticas desleais de comércio exterior, em um ambiente de competitividade cada vez mais acirrado”.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil