Busca:

Economia brasileira cresce abaixo do potencial, diz BC


O Banco Central (BC) informou nesta quinta-feira (29) que a economia brasileira tem crescido abaixo de seu potencial e que estima um “ritmo moderado da atividade econômica doméstica no curto prazo, com tendência de aceleração ao longo deste ano.” Além disso, o BC avalia que as importações estão contribuindo para a contenção dos preços no mercado interno.

Economia15“As compras de produtos externos reduz a demanda nos mercados de insumos domésticos e, dessa forma, contribui para arrefecimento de pressões de custos e eventuais repasses para os preços ao consumidor”, informou o documento.

No Relatório de Inflação, a autoridade monetária voltou a frisar que a taxa Selic vai cair para patamares “ligeiramente acima” de 8,75% ano ano e se estabilizar. O BC, de acordo com o documento, prevê crescimento de 3,5% neste ano.

Inflação

Ainda segundo o relatório, o BC estima que a inflação deste ano ficará abaixo do centro da meta oficial -de 4,5% pelo IPCA- devido à desaceleração da atividade econômica interna e à maior deterioração do cenário global. Para 2013, no entanto, a autoridade monetária piorou suas estimativas.

A estimativa é de inflação de 4,4% neste ano pelo cenário de referência -com juros constantes em 9,75% e dólar a R$ 1,75. E, para o ano seguinte, o BC vê agora que o IPCA ficará em 5,2%. No relatório anterior, de dezembro passado, as estimativas tanto para este quanto o próximo ano estavam em 4,7%.

Juros

No documento, a autoridade monetária voltou a frisar que a taxa Selic vai cair para patamares “ligeiramente acima” de 8,75% ao ano, mínimo histórico que vigorou entre julho de 2009 a abril de 2010, e se estabilizar, como trouxe a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada em meados de março.

No início de março, o BC acelerou o passo ao reduzir a Selic em 0,75 ponto percentual, para os atuais 9,75% ao ano. Na avaliação do mercado, segundo mostrou a pesquisa Focus, a Selic deve ir a 9% em abril -quando o Copom se reúne novamente.

O economista-chefe da Prosper Corretora, Eduardo Velho, frisou que o aumento da inflação em 2013 indica uma piora da previsão dos preços. Com isso, na avaliação dele, o BC reduz a Selic em abril, mantém a taxa estabilizada até dezembro. “Isso indica uma possível alta do juros em 2013″, afirmou Velho à Reuters.

Preocupação do governo é estimular a economia

A grande preocupação do governo é estimular a economia e garantir um crescimento na casa de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Em 2011, a economia brasileira cresceu apenas 2,7%, puxado por um mau desempenho da indústria.

Para tanto, a equipe da presidente Dilma Rousseff tem deixado claro que vai anunciar mais medidas para acelerar o crescimento da atividade, sobretudo na indústria. Na última sexta-feira, por exemplo, o governo prorrogou a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a linha branca, além de incluir outros setores no benefício.

O próprio presidente do BC, Alexandre Tombini, afirmou que a economia brasileira vai acelerar em 2012, e ainda mais em 2013. Ele defende que, mesmo assim, a inflação deve convergir para o centro da meta no final deste ano.

Dados recentes mostram que os preços estão menos pressionados. Por exemplo, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) -considerado uma prévia da inflação oficial- subiu 0,25% em março, abaixo das expectativas e mostrando uma forte desaceleração ante a alta de 0,53% registrada em fevereiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Post Relacionados

6 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] “As expectativas para a economia brasileira devem ser encaradas da perspectiva para o próprio mundo. Os analistas ainda estão pessimistas em relação ao primeiro semestre de 2012, devido à expectativa de que o pior da crise econômica mundial ainda não passou”, diz Antonio Colangelo Luz, professor da Trevisan Escola de Negócios. Isso acaba por gerar diversos problemas, principalmente em relação ao setor da economia que depende das exportações para o seu crescimento. […]

    Pingback por Brasil continuará a crescer em 2012, mas quadro é de alerta para o setor industrial — 2 de junho de 2012 #

  2. […] de juros compensando recessão Postado por MGonzalez no 19 de janeiro de 2012 O crescimento do Brasil deve ganhar força neste ano, com os recentes cortes na taxa básica de juros compensando a […]

    Pingback por Crescimento do Brasil deve ganhar força neste ano com cortes na taxa básica de juros compensando recessão — 8 de junho de 2012 #

  3. […] Economic Outlook (Perspectivas da Economia Mundial), divulgada ontem (24/01/12), em Washington, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deverá avançar 2,9% em 2011 e 3% neste […]

    Pingback por FMI prevê dois anos de alta do PIB no Brasil abaixo da média global — 8 de junho de 2012 #

  4. […] Postado por MGonzalez no 1 de fevereiro de 2012 A confiança do comerciante sobre o crescimento da economia brasileira caiu em janeiro. O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), divulgado hoje (1º) […]

    Pingback por Confiança do comércio cai 2,3% em janeiro — 8 de junho de 2012 #

  5. […] em 3,3% em 2012 Postado por MGonzalez no 13 de fevereiro de 2012 Analistas reduziram a previsão de crescimento da economia brasileira em 2013 de 4,2% para 4,1%. Já a estimativa para 2012 foi mantida em […]

    Pingback por Alta do PIB segue em 3,3% em 2012 — 11 de junho de 2012 #

  6. […] de US$ 43,4 bilhões no ano e de US$ 49,4 bilhões, nos últimos doze meses, equivalente a 2,4% do Produto Interno Bruto […]

    Pingback por Conta corrente tem déficit de R$ 4,7 bilhões em novembro — 4 de novembro de 2012 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil