Busca:

Diz o presidente do Brasil, que EEUU deve respeitar a OMC


O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, diz que Estados Unidos deve respeitar a determinação da Organização Mundial de Comercio (OMC) que deu a razão e sua direita a Brasil ao considerar ilegais os subsídios estadounidenses sobre o algodão.

“Brasil não tem nenhum interesse em confrontar com Estados Unidos, mas Estados Unidos precisa respeitar a decisão da OMC, ou então o mundo vai se tornar uma confusão só”, manteve o líder brasileiro, com calma, mas com a firmeza que dá estar e defender o que e certo e legalmente amparado.

Em agosto de 2009, a OMC permitiu ao Brasil, no que diz respeito a toma de represálias comerciais com Estados Unidos, por até 830 milhões de dólares que é aproximadamente a quantia em matéria de dano econômico causada pelos subsídios que USA vem praticando.

O governo brasileiro publicou um listado com os produtos estadounidenses cuias tarifas de importação seriam elevadas, para compensar os prejuízos sobre sua produção de algodão.

Após a publicação do listado, que vai entrar em regência no dia 8 de abril, a casa Branca, se diz “decepcionada”, mas ainda não apresentou nenhuma proposta ao Brasil para resolver o problema.

Lula da Silva resaltou, que todos os países, não importa seu tamanho, devem ser tratados da mesma forma pela OMC e pelos seus sócios comerciais.

“Todos somos soberanos e devemos ser tratados em igualdade de condições. Não sei se Obama vai me escutar. Os estados unidos são muito ricos e podem fazer o que bem entender com a sua economia doméstica, mas não com a economia internacional de comercio”.

“Mas não e justo, porque se os Estados Unidos estivessem com Brasil na ronda de Doha, não estaríamos nesta situação” afirmou.

Segundo o presidente Lula, os países que mais perdem com os subsídios norte-americanos ao algodão são os africanos.

“Quem precisa da redução do subsídios no algodão não e o Brasil, senão os países africanos; y este e um chamado que faço al presidente Obama” finalizou.

Post Relacionados

2 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] que sim e certo que os sócios comerciais dos USA, resistem cada vez mas a intimidação. O Brasil anunciou que aumentará as alíquotas […]

    Pingback por A briga comercial entre Brasil e EEUU ainda pode se resolver. — 19 de outubro de 2011 #

  2. […] Seu assistente em Seguridade Nacional para assuntos econômicos internacionair Michel Froman, foi o escolhido para explorar as possibilidades de uma pacificação no que muitos já batizaram como a “guerra do algodão” […]

    Pingback por Obama envia um funcionário chave para negociar com o Brasil — 20 de outubro de 2011 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil