Busca:

Convênio para expandir o microcrédito em Paraná


Representantes do Sebrae/PR e da Caixa Econômica Federal assinaram, na última segunda-feira, dia 23, um convênio para levar microcrédito para empreendedores e empresários de micro e pequenas empresas do Paraná.

banca-en-linea

O convênio, assinado pelo superintendente da Caixa para a região oeste do Paraná, Claudemir Destro, pelo presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/PR, Jefferson Nogaroli, e pelo diretor-superintendente do Sebrae/PR, Allan Marcelo de Campos Costa, foi firmado durante a reunião mensal do Conselho Deliberativo do Sebrae/PR, em Curitiba.

 

A intenção é disseminar o microcrédito para pelo menos 115 municípios paranaenses, que já aderiram ao Programa de Desenvolvimento Local Fundamentado na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, proposta do Sebrae/PR com o objetivo promover o desenvolvimento de municípios a partir de uma legislação favorável.

A Lei Geral, também conhecida como Estatuto Nacional da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, entrou em vigor no Brasil em dezembro de 2006 e trouxe uma série de benefícios como desoneração, desburocratização, inovação e acesso ao crédito.

Proposta-piloto no Brasil, o convênio entre o Sebrae/PR e a Caixa, deve beneficiar, a curto prazo, empreendedores e empresários de pequenos negócios de 36 municípios do Estado, cidades que possuem agências da Caixa e estão com processos avançados de implantação e municipalização da Lei Geral.

Os municípios passaram por uma fase de auto-análise, chamada de diagnóstico. Chopinzinho, no sudoeste do Paraná, foi o primeiro município do Paraná a implantar o modelo e ofertar, desde fevereiro de 2010, microcrédito, por meio do Programa de Desenvolvimento Local, do Sebrae/PR.

A experiência em Chopinzinho serviu para consolidar a metodologia de concessão dos recursos financeiros. Nesse período, o volume de empréstimos tomados pelos empreendedores e empresários de micro e pequenas empresas da localidade foi de aproximadamente R$ 140 mil, totalizando cerca de 30 operações financeiras, com valor médio de R$ 4.685,00 cada.

O nível de inadimplência ficou em 0,60%, índice considerado bastante baixo, o que mostra que a proposta tem condições de ter bons resultados, quando estendida para demais municípios.

“Dar microcrédito com orientação (técnica) é estimular para que a economia gire, movimente suas engrenagens. O convênio firmado entre o Sebrae/PR e a Caixa é apenas o começo. É uma semente com força para gerar novos negócios”, destacou Jefferson Nogaroli, do Sebrae/PR. Para o representante da Caixa, Claudemir Destro, o microcrédito abre perspectivas. “É uma oportunidade para os pequenos iniciarem novos negócios e se inserirem na economia formal. O microcrédito gera emprego, renda e ajuda a transformar uma sementinha em um negócio.”

Flavio Locatelli Junior, coordenador estadual de Acesso a Serviços Financeiros do Sebrae/PR, explica que o objetivo do convênio entre o Sebrae/PR e a Caixa é ofertar um serviço de crédito orientado para que os empreendedores e empresários acessem as opções mais adequadas às suas realidades. Segundo Locatelli, a linha de microcrédito para os municípios paranaenses contemplados na primeira fase de implantação do Programa deve ser disponibilizada até o final de junho.

“Nesse modelo, um agente de crédito local, escolhido conforme manda a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, analisará os eventuais pedidos, realizará visitas às empresas e ajudará a formular o projeto para a destinação dos recursos. Depois disso, as solicitações serão apreciadas pelo chamado Comitê de Crédito Local, no qual participam representantes da comunidade, que avalia a capacidade de pagamento, dados cadastrais dos solicitantes, prazos e outras condições da transação. Os Postos de Atendimento ao Microcrédito funcionarão nas Salas do Empreendedor (também exigência da Lei Geral), nos municípios aonde já estiverem instaladas.”

A linha de financiamento da Caixa, voltada aos empreendedores e empresários, tem taxas de juros reduzidas e menor burocracia e exigências de documentação. “Esse é um movimento de inclusão financeira, que pode gerar mais ocupação nos municípios beneficiados, facilitar a auto-sustentabilidade dos negócios e até mesmo a geração de novos empregos. É uma situação inversa na qual o agente de crédito vai até o empreendedor que precisa do serviço”, ressalta Locatelli, do Sebrae/PR.

Os primeiros municípios a serem beneficiados, com o convênio, serão Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu, São José dos Pinhais, Paranaguá, Assaí, Cambará, Campo Mourão, Capanema, Chopinzinho, Colorado, Corbélia, Cornélio Procópio, Cruzeiro do Oeste, Dois Vizinhos, Goioerê, Ibaiti, Ibiporã, Iporã, Ivaiporã, Jacarezinho, Loanda, Mandaguari, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Nova Esperança, Nova Londrina, Paiçandu, Palmas, Pato Branco, Ribeirão Claro, Rolândia, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Telêmaco Borba e Wenceslau Braz.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil