Busca:

Brasil transformou crise em oportunidade, diz Dilma


A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira que o Brasil conseguiu transformar a crise econômica global em uma oportunidade para crescer e que isso permitiu entrar em uma ‘era de prosperidade’.

Economia1

‘Com planejamento e políticas acertadas, estamos conseguindo proteger nossa economia, nossos setores produtivos e, sobretudo, o emprego dos brasileiros. Estamos transformando um momento de crise em um momento de oportunidade e entrando em uma nova era, uma era de prosperidade’, disse em seu programa semanal de rádio.

A presidente destacou que em 2011, ano em que quase todos os países do mundo perderam empregos, o Brasil gerou mais de 2 milhões de novos postos formais de trabalho e registrou um crescimento econômico com a inflação sob controle.

 

‘No ano em que grandes potências mundiais estão tendo crescimento negativo, ou igual a zero, nós vamos ter um bom crescimento. Porque ele está acompanhado de inflação baixa, de juros descendentes, aumento do emprego, distribuição de renda e diminuição de desigualdades’, afirmou.

Apesar de ter enfrentado alguns efeitos da crise como a redução da demanda externa, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu em 2011 cerca de 3%, segundo as últimas previsões.

O crescimento do ano passado, no entanto, ficou longe da expansão de 7,5% de 2010 e obedeceu principalmente ao desempenho do primeiro semestre porque a economia registrou uma estagnação a partir de julho.

Dilma disse que enquanto em 2011 o Brasil enfrentou uma grande prova, em 2012 poderá consolidar seu modelo de crescimento, baseado no incentivo do mercado interno mediante a redução de impostos, o aumento do crédito e o aumento da renda.

‘2012 começará com menos tributos para as mais de 5 milhões de pequenas empresas que estão no Simples, e para os Microempreendedores Individuais. Estes empreendedores também vão ter crédito mais fácil e mais barato’, disse Dilma.

A governante afirma que em 2012 todos os brasileiros terão facilidades para adquirir sua casa própria, porque até 2014, os bancos estatais investirão R$ 125 bilhões em programas de crédito barato para habitação.

Dilma também acrescentou que para impulsionar o consumo e garantir o crescimento da economia o Governo reduziu impostos sobre eletrodomésticos e sobre caminhões, caminhonetes e máquinas agrícolas. ‘Com menos impostos e mais crédito a economia brasileira crescerá mais’, disse.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil