Busca:

Brasil e Argentina aprofundam integração


Funcionários do ministério de Indústria e Comercio Exterior da Argentina, vão viajar na quinta-feira para Brasil para continuar com os trabalhos para a integração produtiva entre os dois países, informou no dia 24 a dependência argentina.

Num comunicado, a dependência indicou que a comitiva argentina estará liderada pelo secretario de Indústria Eduardo Bianchi, acompanhado de representantes da banca pública nacional e funcionários dos ministérios de Economia e Finanças Publicas e Relações Exteriores..

Os funcionários participaram em Brasília, quinta e sexta-feira na segunda reunião de integração produtiva que envolve os oito setores industriais dos dois países e que trabalham para desenvolver projetos conjuntos, destacou esta quarta-feira o ministério de Indústria, baixo o mando de Débora Giorgi.

 

Em fevereiro passado, em reunião similar em Buenos Aires, os dois países acordaram discutir por setores, os estratégicos, o petróleo e gás, auto-partes, aeronáutica e maquinaria agrícola, e os sensíveis, madeira e móveis, linha branca (geladeiras, cozinhas e lava roupas), vinhos e lácteos.

Bianchi falou que “as perspectivas de crescimento de Argentina e Brasil oferecem um cenário ótimo para fazer da integração produtiva uma realidade tangível, desde que ambos os governos nos coloquemos a trabalhar forte para que isto assim aconteça”.

O encontro na sede do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior do Brasil, aonde, pela primeira economia da América Latina, participaram o secretario executivo do ministério de Desenvolvimento, Ivan Ramalho, e o secretario de Comercio Exterior, Welber Barral.

A necessidade de uma integração produtiva bilateral foi exposta e acordada na ultima reunião dos ministros em Buenos Aires, por Giorgi e seu par brasileiro Miguel Jorge.

O comercio entre Argentina e Brasil, seu principal sócio comercial no nível internacional, alcançou em 2009 os 23.300 milhões de dólares, 25% a menos que os 30.800 milhões de 2008, causado principalmente pelas travas no comercio bilateral impostas de maneira cruzada entre as duas nações.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] Lula da Silva, e de Belarús, Alexander Lukashenko, decidiram hoje dar continuidade ao dialogo bilateral e trabalhar para intensificar os nexos nas diversas áreas de interesse […]

    Pingback por Lula y Lukashenko vão trabalhar para incrementar laços comerciais entre Brasil e Belarus. — 20 de outubro de 2011 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil