Busca:

Brasil continua sendo atrativo para os investidores


O Banco Central participou, junto com o Ministério da Fazenda, da discussão sobre as medidas publicadas ontem para conter a valorização cambial, revelou Alexandre Tombini, presidente da autoridade monetária, após conferência na Escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro.

bolsa_de_comercio-300x208

Segundo ele, as novas regras têm o objetivo de conter a alavancagem do real ante o dólar, em um momento de ampla liquidez internacional e algumas moedas sob pressão. Mas, apesar das ações para conter o fluxo de capital, o Brasil continuará a atrair investimentos.

"O investimento estrangeiro responde a fatores estruturais, condições de longo prazo que não são afetadas por essa medida. Inclusive, tornam o Brasil ao longo do tempo um paradeiro mais seguro para o investimento produtivo, os investimentos em infraestrutura, os investimentos diretos estrangeiros", afirmou o presidente do BC. "O Brasil continua sendo um País receptivo aos investimentos diretos estrangeiros e essa medida vem fortalecer essa marca da economia brasileira".

Tombini disse também que o órgão continuará atuando para mitigar possíveis riscos provenientes da entrada excessiva de capitais. Segundo ele, "a economia brasileira sai mais forte com essa medida".

A atuação do BC sobre o câmbio não sofrerá alterações e as intervenções diárias devem continuar, embora o banco afirme que manterá a vigilância sobre a situação do mercado para definir novas ações.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil