Busca:

Brasil, 13º lugar na Industria mundial do Turismo.


O estudo anual “Viagens e Turismo: Impacto Econômico” do World Travel & Tourism Council apresenta o Brasil como o décimo terceiro país do planeta na economia do turismo num ranking de 181 nações.

O estudo prevê um continuo ascenso do desempenho brasileiro neste campo, tomando em conta indicadores como a importância do turismo sobre o PIB, seu peso na geração de emprego, as divisas geradas por turistas internacionais e o monto dos investimentos públicos e particulares nesse sentido.

“Que Brasil se mantenha na 13ra posição num ano de crise mundial e positivo e reforça a imagem internacional que se tem hoje.

 

O mundo vê o Brasil como um dos mais prometedores países, pelo bom desempenho de sua economia, pelos investimentos que acontecem pela Copa do Mundo e pelas Olimpíadas de 2014 e 2016 respectivamente, e pelo grande potencial de desenvolvimento que tem o turismo, tanto doméstico quanto o internacional.

O estudo prevê ainda uma recuperação gradativa do setor, com crescimento de 0,5% no PIB de viagens e turismo no mundo, após o retrocesso de 4,8% em 2009.

Tanto os dados de 2010 quanto as previsões para o período de 10 anos para frente indicam que Brasil vem se afirmando como um dos grandes emergentes do turismo global, principalmente na geração de empregos e de divisas no turismo internacional dois rubros essenciais para contribuir no desenvolvimento do país.

Nas previsões do desempenho para o setor em dez anos, Brasil está entre os 10 primeiros em cinco categorias: velocidade de crescimento dos ingressos gerados com turismo internacional entre 2010 e 2020 (3ro lugar); geração de empregos em termos absolutos no setor (diretos e indiretos) (5to lugar); geração de empregos diretos (4to); volume de investimentos no setor (9no); e velocidade de crescimento dos investimentos (4to).

O estudo foi apresentado na Bolsa Internacional de Turismo (ITB) realizada em Berlin.

Empresários confiam em aumentar ingressos este ano:

Os empresários brasileiros do setor turístico, confiam em que aumente a faturaçao em 14,6% em 2010, com relação com o ano passado e prevêem contratar mais pessoal em alojamento e atenção de turistas, em torno do 11% e um 7,8% respectivamente, revelou o informe do instituto brasileiro de turismo (Embratur).

Segundo o estudo, os setores que esperam incrementar em maior medida seus ingressos são as férias, o aluguel de carros, os tour operadores, o transporte aéreo e o turismo receptivo.

Alem disso, os empresários do setor consideram que este ano, vão investir mais devido as boas previsões que contemplam.

A chegada no Brasil de passageiros procedentes de vôos do exterior alcançou um recorde em janeiro de 2010. Segundo a Infraero (aeroportos brasileiros), em janeiro 734.636 pessoas passaram pelos aeroportos internacionais do Brasil, 12,23% amais que no mesmo período de 2009, quando chegaram 654.556 passageiros.

Nesse sentido, a entrada de divisas a través de turistas internacionais, também teve um desempenho excelente, com um aumento de 14,2% com relação ao ano passado. Esta combinação (mais turistas chegando e mais divisas) mostra que o turismo internacional esta se recuperando do retraso motivado pela crise econômica mundial que tem se suportado nos últimos dois anos.

Atualmente Brasil recebe 906 vôos semanais diretos procedentes do exterior. O 50,99% procedem de América Latina, seguidos da Norte América (23,4%); Europa (22,19%); Ásia (1,77%) e África (1,66%).

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] serviços ou setor terciário e o setor da economia que abrange todas aquelas atividades econômicas que não produzem bens […]

    Pingback por O Setor Terciário ou de Serviços da Economia — 21 de outubro de 2011 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil