Busca:

A escassez de crédito no Brasil é descartada


O presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, descartou ontem a possibilidade de ocorrer uma nova escassez de crédito como houve no Brasil após a deflagração da crise financeira mundial de 2008, fato que levou o governo federal a reforçar a oferta de financiamento por parte dos bancos oficiais.

CreditCard_0

“Não acredito que isso vai ocorrer, até porque atualmente estamos com a demanda por crédito maior que a oferta e no País”, afirmou. Mas ele garantiu que se for necessário e a nova crise econômica que tem foco na Europa chegar ao Brasil, reduzindo a oferta de crédito, o banco está preparado para atuar.

Aldemir esteve ontem em Goiânia, onde recebeu do governador Marconi Perillo, durante solenidade no Palácio das Esmeraldas, a Comenda da Ordem do Mérito Anhanguera. Ele foi recebido também em audiência pelo prefeito Paulo Garcia.

O pre­- sidente do BB informou que a inadimplência média da instituição financeira é uma das menores do mercado, abaixo de 3%. Disse ainda que o banco dispõe de um colchão de provisões capaz de garantir a travessia desse momento de maior inadimplência dos brasileiros com tranquilidade.

Sobre o crédito agrícola, Aldemir Bendine afirmou que desde julho os recursos para financiar a safra 2011/2012 estão sendo liberados pelas agências do Banco do Brasil. “Acredito que vamos ter mais uma safra agrícola recorde, assim como os recursos disponibilizados este ano para o setor rural também é recorde”, afirmou. O BB destinou R$ 45,7 bilhões para operações de crédito rural na safra 2011/2012, volume 17% superior ao da safra anterior. Em Goiás, o BB é responsável por 85% de todo o crédito agrícola.

O presidente do BB fez um elogio ao governador pelo fato de Goiás ser o Estado que mais e melhor aplica os recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). “Destacamos a eficiência na análise dos projetos e na dinâmica da liberação, o que torna o Estado destaque na região no desembolso dos recursos”, ressaltou. A previsão orçamentária do FCO para este ano em Goiás é de R$ 1,391 bilhão, mas esse valor deve ser superado.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil