Busca:

A crise de Wall Street. A extensão mundial da crise. Tentativas de solução. Conseqüências I


A crise de 1929 marcou o que podemos denominar um terceiro momento na evolução da economia da etapa de entre guerras que se ordena em vários tempos, destacados a continuação.crisis29

1918-1925 = Etapa da crise da imediata post guerra

1925-1929 = Etapa de maior prosperidade: Os verdadeiros “felizes anos vinte”

1929-1933 = A grande crise

1933-1939 = Uma nova etapa na qual se tomaram medidas anti – crise

A crise de Wall Street.

Concentrando-se na fase de grande crise, temos de começar do fato bem conhecido da prosperidade americana, explicou,

Em primeiro lugar, a função financeira e económica jogado durante a Primeira Guerra Mundial e do pós-guerra.

Em segundo lugar, por seu interesse em estar na vanguarda das potências mais desenvolvidas, tomando o lugar que deixou o Reino Unido e deixando a Europa como o centro da história até aquele momento.

A questão, portanto, era saber se era possível estabelecer-se como principal potência

mundo.

Teoricamente era. O Plano Dawes e, posteriormente, o Plano Young lhe permitam se tornar o líder da economia capitalista mundial.

Na prática, ainda não entendo porque os Estados Unidos não cometeu erros na Grã-Bretanha caiu em sua melhor forma, estes foram:

  • Não rebaixar o suficiente as tarifas das mercadorias que entravam no país, muito pelo contrario entre 1922-1931, aumentaram.
  • Não promoveram, preferentemente, créditos industriais para investimentos de longo prazo, facilitaram créditos de médio e curto prazo, quer dizer, créditos do tipo comercial que, alem de bem recebidos, economicamente eram menos úteis.

Com tudo, o resultado da política econômica norte americana foi aparentemente excelente: a “prosperidade americana” era um fato, mas com pontos fracos.

  • Porque descansou em grande parte, o rápido aumento na produção de bens de consumo.
  • Porque, além disso, a demanda foi baseada no crédito: compra e aluguer de locação ou aquisição de empréstimos.

Post Relacionados

2 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] médios não param de recordar o poder político do Brasil no novo mundo após a crise econômica mundial. O exerce pelos seus próprios méritos. Depois da China, e a maior economia dos paises […]

    Pingback por Brasil tem o maior banco de desenvolvimento do mundo — 21 de outubro de 2011 #

  2. […] Assim entre 1925 e 1929, quer dizer, os anos que precederam a crise nos EEUU, sofreram as conseqüências de alguns problemas […]

    Pingback por A crise de Wall Street. A extensão mundial da crise. Tentativas de solução. Conseqüências II — 3 de novembro de 2012 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil